Venâncio Mondlane reage ao afastamento

Em publicação feita na sua página do facebook, Venâncio Mondlane explica que o seu partido, a Renamo, está a trabalhar com um grupo de juristas para a submissão de um recurso ao Conselho Constitucional, de modo a se revogar a decisão da Comissão Nacional de Eleições de afastar este cabeça-de-lista da corrida eleitoral.

“O Conselho Constitucional tem sido, em vários estudos sobre coesão das instituições de justiça, sistemática e consecutivamente, considerado uma das maiores reservas morais, éticas e, sobretudo, jurídico-constitucionais de Moçambique.

É nessa base que convoco a todos os moçambicanos a não desfalecer, a retomar o ânimo, redobrar o trabalho, a alegria e o entusiasmo, pois, ainda temos uma Esperança Constitucional”.

Mondlane diz, ainda, que a deliberação da Comissão Nacional de Eleições vai servir para afirmação do Estado de Direito, daí que entende ser muito importante que isto tenha acontecido.

“A verdade e a justiça têm prevalecido como última e decisiva resposta. Esta deliberação da CNE, em certa medida, foi muito importante e até benéfica para o amadurecimento e afirmação do nosso Estado de Direito democrático. Ela vem para colocar à prova toda cadeia do recurso e do sistema de justiça como um corpo uno e coeso.

O benefício desta deliberação é que ela vai permitir que nada “fique a desejar”, ela vai permitir que se chegue ao cúmulo, à linha divisória radical entre o político e o jurídico”

O homem confiado da Renamo para as autárquicas de 10 de Outubro apela à serenidade dos membros e militantes do partido, assegurando ter esperança de participar das eleições.

Via O Pais