Mais de 300 passageiros da LAM ficaram em terra por falta de combustíveis

Mais de trezentas e cinquenta pessoas, não conseguiram viajar pelas Linhas aéreas de Moçambique pelo segundo dia consecutivo devido a falta de combustível para abastecer as aeronaves da companhia.

A LAM reconhece existir limitações financeiras que condicionam o abastecimento das aeronaves.

Num comunicado de imprensa, a LAM adianta que o abastecimento das aeronaves é actualmente feito no modelo de “Pré-pagamento”, o que está comprometer os voos.

A fonte adianta que estão em curso negociações entre a companhia aérea e o fornecedor de combustíveis de modo a normalização da situação.

Em face ao ocorrido a LAM está a reprogramar todos os voos cancelados.

O cancelamento dos voos está a provocar transtornos nos passageiros, sobretudo naqueles que se encontram em trânsito.