Polícia neutraliza caçadores furtivos e apreende seis armas de fogo

Moçambique

A polícia, em colaboração com os fiscais do Parque Nacional de Gorongosa(PNG), acaba de desmantelar,  em Sofala, uma quadrilha de caçadores furtivos,  composta por três indivíduos, e apreendeu  seis  armas de fogo,  sendo duas do tipo AKM e as outras três de fabrico caseiro, três carregadores e mais de 100 munições.

Dois dos três elementos da quadrilha estão a contas com as autoridades policiais e um terceiro integrante fugiu.
Os caçadores furtivos foram neutralizados no interior do Parque Nacional de Gorongosa. Um dos detidos, em contacto com este jornal, alegou que era um curandeiro e que estava a busca de plantas medicinais para curar os outros dois indivíduos e que não sabia que na pasta que um dos suposto doente, continha armas de fogo.

A polícia garante que os indivíduos ora detidos, fazem parte de um grupo de caçadores furtivos que nos últimos dois anos operaram na reserva do Niassa, na província com o mesmo nome, na reserva de Marromeu e no PNG, em Sofala.

Daniel Macuácua, porta-voz da PRM em Sofala, explicou que em finais do mês de Abril, os fiscais da reserva de Marromeu  suspeitaram  de alguns movimentos anormais em alguns pontos e puseram-se em alerta.

A polícia explicou ainda que durante as investigações concluiu, depois de cruzar dados com as outras províncias, que e o líder do grupo é o suposto curandeiro, pois o mesmo já esteve detido em Niassa indiciado de caça furtiva há cerca de dois anos, mas foi solto por falta de prova. Neste momento decorrem outras investigações por forma a apurarem-se possíveis mandantes e compradores.

Via O pais

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.