Spotify remove músicas de R. Kelly das suas playlists devido a acusações de estupro

A decisão representa a primeira vez em que é aplicada a nova política do Spotify, que estipula a possibilidade de que a conduta de um artista possa provocar mudanças na forma como a plataforma promove os seus conteúdos.

“Quando um artista ou criador faz alguma coisa que é particularmente danosa ou condenável (por exemplo, violência contra crianças e violência sexual), isso pode afetar as formas como trabalhamos com eles ou os apoiamos”, assinalou um porta-voz do serviço sueco de streaming.

Os utilizadores das versões gratuita e paga do Spotify continuarão a encontrar a música de R. Kelly no serviço. Contudo, o artista não aparecerá nas playlists feitas pela plataforma ou nas recomendações geradas pelos algoritmos.

“Não censuramos o conteúdo pela conduta de um artista ou criador, mas queremos que as nossas decisões editoriais – o que escolhemos para programar – reflitam os nossos valores”, acrescentou o porta-voz.

Via Sapo

Faça o primeiro comentário a "Spotify remove músicas de R. Kelly das suas playlists devido a acusações de estupro"

Comentar

O seu endereço de email não será publicado.