Estudantes da A Politécnica indignados em Quelimane

Moçambique

São estudantes que vinham frequentando o curso de Ciências Jurídicas no regime semestral tutoria presencial desde o primeiro ao terceiro ano. Chegados ao quarto ano, a direcção orientou a estes a seguirem o ensino à distância da escola superior politécnica.

Os estudantes dizem que a decisão da A Politécnica é injusta porque o contrato entre eles e a Universidade desde o primeiro ano foi ensino presencial e não à distância.

O grupo de estudantes espera que a Universidade reconsidere a sua decisão.

A direcção da Universidade já reagiu à insatisfação dos estudantes. Seana Daud diz que o curso de Ciências Jurídicas não irá prosseguir no regime semestral tutorias mas sim à distância por falta de estudantes suficientes que no mínimo deve ser de 15. Neste momento o curso conta apenas com 4 estudantes do quarto ano

Seana Daud acrescenta que a Universidade A Politécnica não abandonou seus estudantes e que ainda que seja à distância a qualidade de ensino será a mesma.

Via O Pais

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.