Nampula sem data para a repetição da votação intercalar

Munícipes debatem-se com problemas de lixo, erosão, ocupação de passeios para comércio informal e mau funcionamento de transportes públicos.

Os munícipes da cidade de Nampula aguardam a validação dos resultados pelo Conselho Constitucional e o retorno às urnas para a escolha do presidente da autarquia.

Alguns analistas dizem que continua a incerteza sobre a realização da segunda volta.

O Centro de Integridade Pública (CIP) publicou recentemente um documento no qual diz que o processo pode estar comprometido devido à não actualização dos cadernos eleitorais.

Diz igualmente que o Conselho Constitucional poderá rejeitar os resultados da votação intercalar de Nampula devido à elevada abstenção.

O jurista Batista Isseque recorda que caso não se realize a segunda volta mantém-se a interinidade.

Aquele jurista afirmou que a lei é clara quando prevê a realização da segunda volta e os órgãos competentes deviam, antes de marcar a última votação intercalar, perceber a proximidade do recenseamento e das eleições autárquicas de 2018.

Ele adianta ainda que caso não seja realizada a segunda volta, os munícipes da cidade de Nampula vão sentir-se enganados.

Neste momento, os munícipes debatem-se com problemas de lixo, erosão, ocupação de passeios para comércio informal e mau funcionamento de transportes públicos.

“O MDM, que actualmente governa a cidade, está sem esperanças de voltar a governar, isso foi provado na eleição intercalar, porque não conseguiu os votos necessários, daí que podem esvaziar os cofres do município”, advertiu Isseque.

Via Voa

Faça o primeiro comentário a "Nampula sem data para a repetição da votação intercalar"

Comentar

O seu endereço de email não será publicado.