Táxi voador autônomo faz primeiros voos com passageiros; veja o vídeo

A empresa chinesa Ehang já vem prometendo há bastante tempo lançar um táxi voador autônomo – um drone sem piloto capaz de levar passageiros. Ontem, no entanto, a empresa divulgou um vídeo mostrando que já realizou uma série de testes com sua aeronave, chamada Ehang 184, incluindo testes tripulados – e não teve nenhum acidente.

De acordo com a empresa, os passageiros que já se ofereceram para testar o protótipo de “Uber voador autônomo” eram executovos da própria Ehang, além de alguns oficiais do governo de Guangzhou. Os testes com o veículo multi-hélice movido a energia elétrica incluíram voos com um ou com dois passageiros, com uma carga máxima de 230 quilos. O vídeo abaixo mostra a realização dos testes:

Segundo o The Verge, a Ehang conduziu uma bateria de testes pesados com a 184 em condições propositalmente desafiadoras. Primeiro com a carga máxima de 230 quilos; depois, subindo até a altura máxima que a aeronave é capaz de atingir (300 metros); em seguida, testando um voo com rota planejada de 15 quilômetros de distância e, finalmente, realizando um teste de velocidade no qual o Ehang 184 chegou a 130 quilômetros por hora.

Também de propósito, a empresa executou esses testes em condições ambientais particularmente adversas. A aeronave foi testada durante a noite, sob neblina pesada, em condições de calor elevado e até mesmo durante um tufão. Ao todo, já foram realizados mais de 1.000 voos de teste com passageiros, segundo a empresa.

O futuro está chegando

Embora os testes sejam um desafio para a empresa, a ideia é que os voos com o Ehang 184 sejam uma experiência simples e agradável para os passageiros. Eles simplesmente inserem o destino desejado e ficam sentados na aeronave enquanto ela os carrega até lá. O veículo consegue traçar sua rota e prever obstáculos sem a necessidade de auxílio humano, e caso haja qualquer problema, um piloto pode assumir remotamente o controle do veículo e pousá-lo com segurança.

Por enquanto, o Ehang 184 tem uma autonomia de 16 quilômetros, ou 23 minutos de voo. No entanto, a empresa já prometeu fazer melhorias à aeronave para que ela consiga ir mais longe sem precisar pousar. A Ehang também pretende aumentar para 280 quilos a carga máxima que o 184 é capaz de levar.

Num primeiro momento, a empresa deve oferecer os voos com o Ehang 184 como um serviço premium para passageiros ricos. Conforme a tecnologia for se tornando mais barata e os trajetos de voo foram se estabelecendo, a Ehang deve aumentar a disponibilidade de veículos e reduzir os preços, tornando-os mais acessíveis.

O serviço deve chegar rapidamente ao ocidente; afinal, a empresa já tem permissão para fazer testes nos Estados Unidos, por exemplo. Ela não é a única – a companhia alemã E-Volo, por exemplo, também está de olho no mercado de “aero-Uber”. Ela já apresentou sua própria aeronave autônoma, o Volocopoter, que também está em fase de testes.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*