Cidadãos exumam campa de uma albina em Nampula e são detidos pela Polícia

Oito indivíduos foram presos pela Polícia da República de Moçambique (PRM) em Nampula, acusados de exumação do túmulo de uma cidadã que em vida apresentava problemas de pigmentação da pele, na passada sexta-feira (06), no bairro de Namutequeliua.

O crime deu-se concretamente na unidade comunal Marien Ngouabi, arredores da urbe. Pelo menos três elementos do grupo foram surpreendidos com as ossadas da vítima numa pasta, tendo alegado que o mandante é um cidadão não identificado que lhes prometeu quatro milhões de meticais. A sua detenção permitiu localização de outros integrantes da quadrilha.

Enquanto isso, um grupo de desconhecidos também exumou 32 corpos de crianças, há dias, no cemitério de Marien Ngouabi, na cidade de Xai-Xai, província de Gaza.

A Polícia da República de Moçambique (PRM) e a edilidade estão no encalço dos malfeitores e prometem não poupar esforços até deter os acusados para que possam explicar o que levou a tal acto e para que finalidade.

As autoridades locais referiram que o facto ocorreu dias depois de certas pessoas, também não identificadas, terem roubado todo o material usado pelos coveiros para os enterros, no mesmo cemitério. Os instrumentos encontravam-se guardados num armazém cuja segurança carecia de reforço.

O cemitério de Marien Ngouabi não está completamente vedado, o que faz com que seja acessível a qualquer altura e também é usado com um lugar de passagem pelos citadinos.

Jeremias Langa, porta-voz e inspector da PRM em Gaza, alegou que não podia prestar declarações em torno do caso por falta de autorização para o efeito.

Via @Verdade

Faça o primeiro comentário a "Cidadãos exumam campa de uma albina em Nampula e são detidos pela Polícia"

Comentar

O seu endereço de email não será publicado.