Estrada Cuamba-Lichinga, Asfaltagem Começa Este Ano

Uncategorized

As obras de reabilitação e asfaltagem da estrada Cuamba-Lichinga, na província do Niassa, terão início ainda este ano, segundo garantia dada ontem pelo Presidente da República, no comício popular que orientou no distrito de Mandimba. Filipe Nyusi encontra-se desde ontem no Niassa para uma visita de trabalho de três dias.

Numa primeira fase – segundo o Presidente –, as obras vão cobrir o troço Cuamba-Muita, numa extensão aproximada de 100 quilómetros, devendo avançar ininterruptamente até à sua conclusão, permitindo o acesso da província do Niassa ao estratégico Porto de Nacala, em Nampula.

A impraticabilidade desta via, sobretudo no período chuvoso, tem sido a principal justificação para o encarecimento dos preços dos produtos na província do Niassa, incluindo os de primeira necessidade.

O Chefe do Estado explicou à população que a asfaltagem da estrada Cuamba-Lichinga corresponde à execução do manifesto eleitoral que apresentou naquela província, o qual inclui a reabilitação da linha-férrea entre aquelas duas cidades. Aliás, as obras na ferrovia já foram executadas em mais de cinquenta por cento.

No encontro, Filipe Nyusi anunciou também a instalação de uma repetidora de sinal da Rádio Moçambique no distrito de população de Mandimba que, com cerca de 188.474 habitantes, 23.380 dos quais no território autárquico, deixará de depender exclusivamente da rádio malawiana, passando a consumir informações e programas locais e do país.

Enquanto isso, a colecta de receitas e a produção agrária superaram as metas estabelecidas para o primeiro trimestre do ano no Niassa, dois indicadores de desempenho que impressionaram o Presidente da República.

Na sessão extraordinária do Governo provincial que orientou ainda ontem na cidade de Lichinga, o Governador Arlindo Chilundo reportou ao Chefe do Estado que as receitas arrecadadas no primeiro trimestre atingiram os 534 milhões de meticais, mais dez milhões de meticais em relação à meta previamente definida para o período. Na área agrícola, o informe refere-se a uma produção de 77,9 mil toneladas de produtos diversos, contra as 74 mil inscritas no plano.

Pelo informe, a tendência de superação das metas foi igualmente notória no ano passado, quando a província do Niassa arrecadou receitas na ordem dos 6,5 mil milhões de meticais, contra uma meta de 5,9 mil milhões de meticais.

A agenda de Filipe Nyusi incluiu a inauguração de uma escola secundária no bairro de Chiulugo, arredores da cidade de Lichinga, bem como o lançamento da primeira pedra para a construção da ponte sobre o rio Lunho, no distrito do Lago.

Via RM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.