Membro da Renamo baleado em Inhambane

Uncategorized

Vítima suspeita que se trate de ajuste de contas

O segundo Vice-Presidente da Assembleia Provincial de Inhambane foi baleado na noite de ontem, em frente à sua residência, na cidade de Maxixe. A vítima, que é membro da Renamo, está internada no Hospital Provincial e em estado grave.

Trata-se de António Chulo. O membro da Renamo conta que era seguido por tês homens, que o alvejaram pelas costas, tendo, em seguida, fugido do local do crime.

“As pessoas perseguiram-me por trás. Entretanto, haviam estacionado a viatura ao lado de um vizinho meu. Depois de me balearem fugiram pela direcção que eu tomava, entraram na viatura e fugiram. Eram três indivíduos. Não falaram nada comigo. Apenas balearam-me e cai no local”, disse António Chulo, na cama do Hospital onde luta pela sobrevivência.

António Chulo diz que nunca tinha recebido ameaças, mas que há poucos dias teria sido abordado para ordenar que os homens da Renamo estacionados em Mabote e Funhalouro saíssem daqueles lugares, e como não colaborou acredita ser este o motivo do atentado contra a sua vida.

“Quando fui abordado sobre esse assunto, respondi que não tinha controlo de nenhum homem. Disse-lhes que não sabia como estão lá e como fazem as operações. Por isso não estava em condições para colaborar. Acredito que tenha sido isso que contribuiu para este ataque. Na altura, eu falei disso na Assembleia Provincial”, afirmou o segundo Vice-Presidente da Assembleia Provincial de Inhambane.

 Apesar de a vítima estar consciente, os médicos do Hospital consideram que o estado da é grave, dado que as balas perfuraram-lhe vários órgãos no corpo. “A situação é grave porque o paciente foi baleado com três balas. Uma bala penetrou-o pelo ombro, a outra pelas costas, e saiu pela parte inferior do abdómen. No total foram quatro perfurações”, revelou o corpo médico.

 António Chulo é desde o ano passado segundo Vice-Presidente da Assembleia Provincial, para qual foi eleito membro do órgão pela Renamo.

Via O pais

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.