Caça furtiva: 7 armas apreendidas na reserva do Niassa

Sete armas de fogo foram aprendidas das mãos de caçadores furtivos, no primeiro semestre deste ano, pelos fiscais da reserva do Niassa.

Trata-se de armas, na sua maioria de origem tanzaniana, recuperadas nos vários blocos que compõem aquela área de conservação.
O administrador da reserva do Niassa, Cornélio Miguel disse que ainda no mesmo período, foram recuperadas mais de duzentas munições de diversos calibres e trinta e uma armadilhas de aço.
Cornélio Miguel reconheceu que maior parte dos caçadores furtivos que frequentam naquela área de conservação é de origem tanzaniana e outras regiões dos Grandes Lagos.

Falando este sábado no programa Linha Directa desta estação emissora, a fonte disse que para travar a afluência dos caçadores furtivos, provenientes da Tanzânia, a reserva do Niassa assinou um memorando de entendimento com uma área de conservação da Tanzânia, dentro dos esfroços do combate a este mal.

Via RM

Faça o primeiro comentário a "Caça furtiva: 7 armas apreendidas na reserva do Niassa"

Comentar

O seu endereço de email não será publicado.